ZAP NOVA GERAÇÃO - 87 99904-2074

NO AR

CONEXÃO 104

Com GABRIELA RIOS

Brasil

Bolsonaro vai ao Piauí inaugurar escola militarizada com seu nome

Publicada em 14/08/19 as 11:19h por O Povo com a Noticia - 17 visualizações


Compartilhe
   

Link da Notícia:

O presidente Jair Bolsonaro deve participar nesta quarta-feira (14), da inauguração de uma escola militarizada batizada com o seu nome em Parnaíba (PI). Ele fará a visita acompanhado do prefeito da cidade, Francisco de Moraes Souza, o Mão Santa (MDB), primeiro governador cassado do País por acusações de corrupção.

Durante a viagem ao Piauí, também está prevista a participação de Bolsonaro na inauguração de uma avenida com o nome do ex-presidente João Figueiredo, que governou o Brasil durante a ditadura militar (1979-1985).

A visita inclui, ainda, um sobrevoo na região das obras do projeto de agricultura irrigada dos Tabuleiros Litorâneos. Em junho, Mão Santa esteve em Brasília para pedir o apoio de Bolsonaro e mais recursos ao projeto.

Os dois são aliados desde o período de pré-campanha eleitoral, em 2017, quando Mão Santa foi cotado como vice na chapa de Bolsonaro. Na época, o então deputado chamou a sua relação com Mão Santa de “namoro hétero”, como costuma se referir aos principais aliados.

Esta é a terceira vez em um mês que Bolsonaro vai ao Nordeste. Nas últimas semanas, ele esteve em Vitória da Conquista e Sobradinho, na Bahia. As viagens ocorrem após o presidente ter criticado o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), em conversa com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, captada pelos microfones da TV Brasil. “Daqueles governadores de ‘paraíba’, o pior é o do Maranhão. Não tem que ter nada para esse cara”, afirmou o presidente, sem saber que estava sendo gravado. A citação de “paraíba” foi interpretado como preconceituoso por governadores da região, pois remete a uma expressão pejorativo usado no Rio de Janeiro para se referir a nordestinos. O presidente nega e tem afirmado que citou os dois governadores: da Paraíba e do Maranhão.

A escola erguida pelo Serviço Social do Comércio (Sesc) foi alvo de críticas de oposicionistas no Piauí por ser batizada com o nome de uma autoridade viva. O nome será Escola Presidente Jair Messias Bolsonaro, segundo a assessoria de imprensa do Sesc no Piauí. Ao Estadão/Broadcast, a assessoria também confirmou a ida de Bolsonaro à inauguração.

De acordo com a Lei 6.454, de 24 de outubro de 1977, “é proibido, em todo o território nacional, atribuir nome de pessoa viva a bem público, de qualquer natureza, pertencente à União ou às pessoas jurídicas da Administração indireta”.

Em entrevista, o presidente do conselho regional do Sesc-PI, Valdeci Cavalcante, defende que a instituição, assim como a Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), faz parte do setor privado, portanto não se enquadraria na regra. “Como pessoa do direito privado, pode homenagear qualquer pessoa”, justificou Cavalcante. 

A assessoria de imprensa de Bolsonaro não detalhou oficialmente qual será a agenda da viagem do presidente.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário






.

LIGUE E PARTICIPE

(87)3875-1294

Visitas: 419652
Usuários Online: 16
Copyright (c) 2019 - Nova Geração FM - Rádio Comunitária Nova Geração FM - Av Magalhães Nº 427 Fone (87) 3875-1294 - ZAP 87 99904-2074